28/03/14

Aulas Segunda e Quarta

     A parti do mês de março estarei iniciando uma nova turma de Aikido as segundas e quartas, todos que estiverem interessados estão convidados a fazer uma visita para tirar suas duvidas ou até fazer uma aula experimental para conhecer a filosofia e eficiência dessa arte marcial. 

Centro Esportivo CERC 3
Endereço: Estrada Padre Roser, 388 - Vila da Penha
(próximo ao Largo do Bicão e Av. Meriti).
Horário: 20:00 às 21:20 


Domo.

14/03/14

O lixo é de cada um

Para entendermos o Aikido e as artes marciais japonesas, é necessário conhecer um pouco da cultura desse povo. Em meio a greve dos Funcionários da limpeza urbana no Rio de Janeiro, esse artigo do blog tokyorio.com nos faz refletir sobre a realidade do nosso país. Abaixo segue post:


Há uns meses atrás apareceu uma discussão no facebook que ficou na minha cabeça. Estavam reclamando que faltavam latas de lixo nas ruas do Rio. E que as que haviam eram muito pequenas, pouco práticas.

Aqui não tem latas de lixo na rua. Também não tem gari. E as calçadas são limpíssimas. Só se encontra latas de lixo do lado das vending machines, que são as máquinas que estão por todo o lado com todos os tipos de bebida à venda. E as latas do lado dessas máquinas são especificamente para garrafas pet e latas.


O outro lugar possível de se encontrar latas de lixo é dentro das lojas de conveniência. E é só.

Há pouco tempo entendi o motivo. Para os japoneses, o lixo é de cada um. É um desrespeito para com a cidade levar o lixo para a rua. E eles não comem andando. Eles param, compram o suco, chá ou lanche, comem e jogam fora antes de voltar a caminhar. O lixo pertence à pessoa que o produz, e é de inteira responsabilidade dela.

Não há necessidade de latas de lixo ou garis catando a sujeira produzida pelos cidadãos, porque eles respeitam sua cidade.

Os “garis” daqui cuidam dos muitos jardins espalhados por Tóquio e têm muito trabalho principalmente no outono, catando as folhas que caem das árvores…

Conseguem ver algum lixo nestas fotos? E aquelas lindas latas cor-de-laranja?



22/02/14

Aviso Importante

Prezados Amigos,

Na próxima terça-feira 25/02 iremos tirar a foto da turma, para a capa de 2014 do Blog. Seria muito gratificante que todos estivessem presentes, para não ficar faltando ninguém na foto.

Domo Arigatô

19/02/14

Calendário 2014 FACERJ Aikido

15/03/2014
TREINO ESPECIAL (CTFA);

26/04/2014
EXAME DE FAIXA;

23 a 25/05/2014
VIAGEM A MONTEVIDÉO (URUGUAI);

30/08/2014
EXAME DE FAIXA;

21 a 23/11/2014
1° ENCONTRO NACIONAL DA FACERJ AIKIDO em ARIQUEMES/RO;

13/12/2014 
EXAME DE FAIXA(coloridas);

20/12/2014
FAIXAS PRETAS e Confraternização.

14/02/14

Tradicional cultura alimentar japonesa

A culinária tradicional e a cultura gastronômica do Japão receberam uma indicação positiva para que sejam classificadas pela UNESCO como Patrimônios Culturais Intangíveis da Humanidade.

O comitê da Unesco que seleciona as candidaturas à indicação, recomendou dia 22/10/2013, que a culinária japonesa seja reconhecida.  É bastante provável que seja indicada oficialmente em dezembro.

Washoku é uma cultura que simboliza o Japão. Sua culinária prioriza a sazonalidade dos ingredientes e a beleza do arranjo dos alimentos e utensílios de mesa, inspiradas na riqueza da natureza e das quatro estações distintas com um clima em geral temperado.  A cultura japonesa como um todo possui um profundo respeito pela natureza e isso também está presente no coração da cultura washoku.


O que significa Patrimônio Cultural Intangível?

"O Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade, também chamado Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade é uma distinção criada em 1997 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura para a proteção e o reconhecimento do patrimônio cultural imaterial, abrangendo as expressões culturais e as tradições que um grupo de indivíduos preserva em respeito da sua ancestralidade, para as gerações futuras.

Definição: “a totalidade das criações baseadas em tradição de uma comunidade cultural expressa por um grupo ou por indivíduos e reconhecidas como refletindo as expectativas de uma comunidade na medida em que reflete a sua identidade cultural e social”. (Wikipedia)

É amplamente reconhecida a importância de promover e proteger a memória e as manifestações culturais representadas, em todo o mundo, por monumentos, sítios históricos e paisagens culturais. Mas não só de aspectos físicos se constitui a cultura de um povo.

Há muito mais, contido nas tradições, no folclore, nos saberes, nas línguas, nas festas e em diversos outros aspectos e manifestações, transmitidos oral ou gestualmente, recriados coletivamente e modificados ao longo do tempo. A essa porção intangível da herança cultural dos povos, dá-se o nome de patrimônio cultural imaterial.

São exemplos de patrimônio imaterial: os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, as festas e danças populares, lendas, músicas,costumes e outras tradições.

A cada dois anos são escolhidos os bens a partir das candidaturas apresentadas pelos países signatários da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial. A primeira lista de bens inscritos foi divulgada em 2001, seguida por outras duas, em 2003 e 2005, totalizando 90 bens imateriais inscritos.  Mais 76 elementos foram adicionados em 30 de setembro de 2009, durante a quarta sessão do Comitê.(Wikipedia).

Washoku, culinária japonesa

A culinária japonesa desenvolveu-se ao longo dos séculos como um resultado de muitas mudanças políticas e sociais no Japão.

O termo culinária japonesa (日本料理, nihon ryōri, ou 和食, washoku) significa a comida japonesa tradicional, semelhante àquela existente antes do final do sakoku (política de isolamento do Japão), em 1868.

Em um sentido mais amplo, pode incluir alimentos cujos ingredientes ou métodos de preparo foram posteriormente introduzidos do exterior, mas que foram desenvolvidos por japoneses de forma diferente.


A cozinha japonesa é conhecida por dar importância à sazonalidade dos alimentos, qualidade dos ingredientes e apresentação.

O Japão é um país de florestas belas e exuberantes, cercado pelo mar por todos os lados. Washoku (a tradicional cultura alimentar dos japoneses) foi desenvolvida graças a essas bençãos da riqueza natural que cerca o país, bem como a contínua busca dos cozinheiros japoneses pela perfeição, evoluindo para uma cozinha que hoje é altamente apreciada em todo o mundo.


Antes e depois de cada refeição, o japonês expressa a sua gratidão pela natureza com frases como <itadakimasu> (estou recebendo algo especial) e <gochisousama> (Obrigado por preparar essa refeição). O ato  de compartilhar o sentimento de gratidão pela natureza enquanto come é algo que o japonês faz regularmente> seja durante eventos anuais, ocasiões cerimoniais ou para outros ritos de passagem. Famílias e comunidaes fortalecem seus laços por meio desse ato em cada uma dessas ocasiões.

É a mentalidade japonesa de respeito pela natureza que fornece ao washoku suas características definidoras: utilizar ingredientes sazonais e de preservar o sabor natural da melhor forma possível.


A prática de decorar a mesa com flores e plantas, assim como usar utensílios de mesa feitos de materiais naturais e com temas naturais, é ainda outra maneira com a qual os japoneses expressam sua reverência pelo mundo natural.

O Guia Michelin concedeu mais estrelas aos restaurantes das cidades japonesas do que para qualquer outro país do mundo (Somente Tóquio tem mais estrelas do que Paris, Hong Kong, Nova Iorque, Los Angeles e Londres juntas).


Nos livros de culinária japonesa, os capítulos são sempre ordenados de acordo com os métodos culinários: alimentos fritos, alimentos cozidos, alimentos grelhados, e não de acordo com os ingredientes como nos livros ocidentais.

Como o Japão é uma nação insular, seu povo consome muitos frutos do mar, além de peixe e outros produtos marinhos (como algas). Mesmo não sendo conhecido como um país que come muita carne, poucos japoneses se consideram vegetarianos. Carne e aves são comumente inseridos na culinária do cotidiano.  O macarrão, originado na China, também é uma parte essencial da culinária japonesa.

Extraído do blog isto é Japão